Aprovada a criação de nove instituições de ensino superior privadas

Novo JornalPublicado 18/05/2017 15:14:00

O Conselho de Ministros aprovou a criação de nove novas instituições de ensino superior privadas. O instituto superior politécnico de Viana e a escola superior do desporto, ambas em Luanda, são duas das instituições aprovadas.

Foram ainda criados os institutos superiores politécnicos Privado do Zaire, Cardeal Dom Alexandre do Nascimento e privado da Catepa, os dois últimos, em Malanje, o da Caála (Huambo) e de Walinga (Moxico)

Os Institutos Superiores Politécnico do Cuíto, no Bié, e do Uíge, na província com o mesmo nome fazem também parte da lista das instituições a ser constituídas.

Na mesma reunião, o Conselho de Ministros criou o Instituto Superior Politécnico de Saúde Multiperfíl, com sede na Província de Luanda, que vai leccionar cursos de licenciatura e pós-graduação, bem como desenvolver investigação científica na área das ciências da saúde.

O ministro interino do Ensino Superior, António Miguel André, afirmou, em comunicado, que "actualmente a procura média é de 15 pessoas por vaga", situação que, diz, "vai melhorar com a criação destas novas instituições". A oferta de postos de trabalho directos e indirectos foi outra das vantagens apontadas pelo governante.

António Miguel André referiu que as novas instituições vão ministrar cursos nas áreas das engenharias, ciência agrárias, ciências de saúde visando responder as necessidades de desenvolvimento das respectivas províncias.

Prometeu que "o Estado vai continuar a melhorar a oferta de bolsas internas para ajudar os cidadãos mais carentes nas suas necessidades de formação". O ministro referiu ainda que acredita que "a Multiperfil, por ter já um hospital de referência, poderá garantir ensino de qualidade no domínio da saúde, conciliando a teoria à prática".

Primeira Página