O CACAAT promete dar entrada, nesta sexta-feira,7, no Tribunal Provincial de Luanda, a uma queixa-crime contra a Administração Municipal de Viana por "abuso de poder" e "usurpação de terrenos". O CACAAT queixa-se da demolição, ocorrida na semana passada, de cerca de 120 moradias, num leque de 900 que estão a ser erguidas para os seus associados na zona do Zango 3.

A administração justificou as demolições, alegando a reposição da legalidade, por se tratar de "construções anárquicas".

(Leia este artigo na íntegra na edição semanal do Novo Jornal, nas bancas, ou através de assinatura digital, disponível aqui https://leitor.novavaga.co.ao e pagável no Multicaixa)