Mais 50 cidadãos foram atropelados nas estradas de Luanda junto às passagens aéreas (pedonais), resultando em 34 mortes e 37 feridos. O município de Viana aparece em primeiro, com 11 casos, de acordo com dados da Polícia Nacional, que aponta os atropelamentos como o líder nas estatísticas de acidentes no país.

Enjoos, fobia das alturas, reumatismo, pressão alta, medo dos assaltos e urgência são algumas das razões justificadas por peões que negligenciam passar pelas pedonais, optando por travessias arriscadas nas principias avenidas de Luanda, tal como constatou a reportagem deste semanário.

(Leia o Especial Informação sobre Sinistralidade Rodoviária na íntegra na edição semanal do Novo Jornal, nas bancas, ou através de assinatura digital, disponível aqui https://leitor.novavaga.co.ao e pagável no Multicaixa)